Isolamento social: confira 5 dicas para cuidar da saúde mental

Os crescentes casos de depressão, ansiedade e outros distúrbios durante o isolamento social revelam a necessidade dos cuidados com a saúde mental. Confira as nossas dicas!

Com o traumático evento da  pandemia de COVID-19, nos vimos repentinamente diante de diversas restrições na tentativa de combater a transmissão do vírus. Dentre elas, certamente a restrição mais significativa é a do isolamento social.

Restritos do contato humano e preocupados com o futuro, não são raros os relatos de impactos negativos causados pela pandemia. Muitas pessoas notam perturbações no sono, alterações alimentares, aumento do consumo de álcool, agravamento de condições crônicas, e demais problemas após o início da quarentena.

Acompanhe o texto a seguir e confira 5 dicas de saúde mental e isolamento.

Qualidade de vida vai além de bem estar físico

O descuido com o estado emocional em momentos atípicos em que estamos vivendo pode desencadear complicações neuropsiquiátricas ou também intensificar desordens preexistentes.

O desequilíbrio da saúde mental também oferece risco para a saúde física. Fique atento também à somatização dos sentimentos – dores de cabeça, dores no corpo, problemas de estômago, intestino, pele, perturbação do sono, mudanças de apetite e entre outras reações físicas que podem ser desencadeadas pelo estado emocional do indivíduo.

Assim como outros cuidados de saúde, a prevenção sempre é o melhor caminho. Por isso, antes de pensar em combater descontentamentos, é preciso agir proativamente contra o estresse. Isso quer dizer que há hábitos e autoconhecimento para perceber situações desagradáveis.

5 maneiras de manter a saúde mental durante o isolamento

1. Se movimente!

Com os mais básicos movimentos corporais conseguimos aliviar tensões e resolver necessidades primitivas do nosso corpo. Além do bem estar físico, exercitar o foco e concentração durante os treinos e atividades.

Outros benefícios das atividades físicas são os seus efeitos benéficos ao cérebro, por produzir neurotransmissores que nos dão a sensação de bem estar e colaboram com a saúde mental, conhecidos como serotonina e endorfina. 

Ainda, exercícios feitos com regularidade conseguem diminuir o estresse oxidativo nocivo para as células e o tecido cerebral e também atuam no fator neurotrófico, responsável pela saúde dos neurônios.

2. Valorize uma alimentação nutritiva

O papel da nutrição na saúde mental é cada vez mais reconhecido. Estudos indicam que uma dieta rica em alimentos industrializados e refinados, açúcares, álcool e outras substâncias aliada ao baixo consumo de vitaminas e minerais, e até mesmo o uso indiscriminado de medicamentos favorece um quadro de disbiose intestinal. 

Um intestino com disbiose não possui a total capacidade de absorver e produzir nutrientes,  causando uma carência de vitaminas. Essa condição pode causar o estado conhecido como brain fog: uma disfunção cognitiva que acompanha falta de memória, falta de clareza mental, mau humor, tristeza e/ou dificuldade para concentração, sintomas que podem facilmente ser confundidos com quadros de depressão ou transtornos de ansiedade.

Além da restrição das substâncias maléficas para o organismo e o consumo de clássicos alimentos saudáveis já reconhecidos pelos seus benefícios, especialistas têm observado o bom papel de alimentos probióticos na saúde mental. 

Um estudo realizado por Logan & Katzman propõe que estes probióticos estimulam os centros cerebrais, conseguindo beneficiar respostas neurais e comportamentais do paciente em tratamento adjacente.

3. Invista na sua rotina

Manter uma rotina certamente ajuda a controlar o sentimento de ansiedade, além de facilitar a adaptação da realidade imposta pela pandemia. Para organizar as suas funções, demarque de forma clara o tempo e ambiente de trabalho e o de descanso, de preferência. Fazer alguma coisa em pequenos intervalos do trabalho também ajudará a manter sua clareza de pensamento.

Repare também em como o uso constante de álcool, tabaco e outras substâncias geram impactos negativos na saúde mental. Se o consumo destes faz parte da sua rotina, 

4. Pratique a higiene do sono

A higiene do sono abrange ambientes e hábitos do dia-a-dia que podem contribuir para uma noite de sono melhor, começando por manter uma rotina nos horários de dormir e acordar.

Outros hábitos para dormir melhor incluem algumas práticas noturnas: ficar longe de luzes fortes, evitar as luzes azuis vindas de eletrônicos, além de criar um ambiente confortável para o seu descanso.

Ao integrar hábitos saudáveis de alimentação e a regularidade de exercícios físicos, você também estará contribuindo com um sono de mais qualidade.

5. Mantenha suas conexões sociais

Mesmo o mais introvertido dos seres humanos necessita de algum nível de conexão com o outro para manter a sua saúde mental. A troca social promove o sentimento de compreensão e apoio mesmo nos momentos mais descontraídos.

Apesar das orientações de isolamento social obrigatório, não precisamos nos isolar dos benefícios de uma conversa com quem confiamos. Por isso, busque pela presença – mesmo que virtual-  de outras pessoas, com o apoio da tecnologia.

Como reconhecer a necessidade de ajuda profissional?

Para cada pessoa existem sinais diferentes de sentimentos persistentes de medo, raiva, tristeza, preocupação, dormência ou frustração. Por isso, se observar qualquer incômodo constante e/ou notar frequentes mudanças de humor repentinas, não se sinta desconfortável para buscar auxílio de um profissional de saúde e lidar com o seu problema. 

Gostou? Tenha mais dicas de saúde física e mental acessando o nosso perfil no Instagram!

Assine também nossa newsletter

Receba dicas sobre saúde e novidades do mercado laboratorial antes de todos.

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
Laboratório de Análises Clínicas Hilab

Laboratório de Análises Clínicas Hilab

Somos o laboratório pioneiro em testes laboratoriais remotos no Brasil. Criamos tecnologia diagnóstica de ponta com a missão de democratizar a saúde. Nosso time é composto por especialistas na área de saúde, tecnologia e epidemiologia, comprometidos em disponibilizar informações sobre saúde e tecnologia diagnóstica de maneira responsável e segura.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *