Interpretação do exame de COVID-19: entenda o seu resultado

Interpretação do exame de COVID-19

Para enfrentar a disseminação do SARS-CoV-2, o vírus que causa a COVID-19, a Organização Mundial da Saúde recomenda a testagem em massa. Existem diferentes tipos de testes disponíveis no mercado, que podem ser realizados em farmácias, laboratórios, clínicas e hospitais. 

No entanto, a interpretação do exame de COVID-19 nem sempre é simples. Consequentemente, muitas pessoas ficam sem saber quais orientações devem seguir. 

Acompanhe o artigo e saiba como interpretar o seu exame. 

Interpretação de exames indicados para a fase inicial da infecção 

Exame de antígeno 

Assim como o exame de RT-PCR, o exame de antígeno também é feito com um swab nasofaríngeo, que nada mais é do que um cotonete mais longo. Esse cotonete é inserido na cavidade nasal até que sua ponta de algodão atinja a região da nasofaringe.

O exame de antígeno é mais barato quando comparado aos de biologia molecular e surgiu como uma forma de identificar o mais rápido possível a infecção, uma vez que, também é indicado para a fase inicial. No entanto, o resultado do exame de antígeno sai em apenas alguns minutos, e não em 2 ou 3 dias, como é o caso do exame de RT-PCR. O exame detecta os antígenos, ou seja, as proteínas virais presentes na superfície do vírus. 

Quais são os possíveis resultados do exame de antígeno? 

São dois os possíveis resultados: não reagente (negativo) e reagente (positivo).

– Não Reagente (Negativo)

O resultado indica que não foi detectada a presença de antígenos do vírus SARS-CoV-2 na amostra de secreção de nasofaringe analisada. Sugere ausência de infecção por coronavírus. No entanto, caso a suspeita persista, é necessário realizar o exame novamente. Falsos negativos são possíveis, principalmente se a quantidade de antígenos presentes na amostra for inferior ao limite de detecção do teste. 

– Reagente (Positivo)

O resultado indica a presença de antígenos do vírus SARS-CoV-2 na amostra de secreção de nasofaringe analisada. Sugere infecção pelo coronavírus. 

Exame de RT-PCR 

RT-PCR é a sigla para transcrição reversa seguida de reação em cadeia da polimerase. Esse teste é de biologia molecular e irá detectar uma pequena parte do genoma do novo coronavírus. 

A técnica é de alta especificidade e sensibilidade, dificilmente apresenta falsos negativos e detecta o vírus antes mesmo de ele começar a se multiplicar. 

Quando o exame de RT-PCR pode ser realizado?  

O RT-PCR é o melhor marcador para a fase inicial da infecção, principalmente nos primeiros dias após o início dos sintomas. É recomendado que o teste seja realizado entre o 1º e 10º dias de sintomas. Nesse período, a carga viral é maior. Segundo pesquisas, a partir do 10º dia da infecção, a positividade do RT-PCR começa a cair – ou seja, ele deixa de ser positivo- chegando a 45,9%. 

Quais são os possíveis resultados do exame de RT-PCR? 

– Não detectável (Negativo)

Indica ausência de infecção. No entanto, falsos-negativos são possíveis, principalmente se a amostra foi coletada em uma fase precoce ou tardia da infecção. Como vimos, a positividade do RT-PCR tende a cair com o passar dos dias, por isso é recomendável  que o teste seja coletado nos dias indicados.

Caso o teste tenha sido negativo, mas a suspeita clínica persista, é recomendável fazer um teste de sorologia. Esse teste detecta a resposta do seu organismo à infecção, ou seja, detecta os anticorpos contra o SARS-CoV-2 em uma fase mais tardia da infecção.

– Detectável (Positivo)

Segundo o Ministério da Saúde, casos com RT-PCR positivo não necessitam investigação diagnóstica complementar. Esses casos são tratados como casos confirmados de COVID-19. 

Por isso, é essencial seguir todas as recomendações do Ministério da Saúde para evitar a disseminação do coronavírus para outras pessoas. Você e sua família devem ficar em isolamento por, no mínimo, 10 dias a partir da data de início dos sintomas. 

Utilize máscara e, se possível, fique em um cômodo separado. Separe toalhas de banho, garfos, facas, colheres, copos e outros objetos para uso próprio. Lave bem as mãos, com água e sabão, ou utilize álcool 70%. Além disso, você deve manter a distância mínima de 1,5 a 2,0  metros dos demais moradores da sua casa.

Os sintomas também devem ser monitorados. Entre em contato com um médico ou ligue 136, que é o número do serviço de teleconsulta do Sistema Único de Saúde, o TeleSUS. 

Exame RT-LAMP

LAMP é a sigla para amplificação isotérmica mediada por loop. Assim como o RT-PCR, o RT-LAMP é um teste de amplificação de ácido nucleico, do inglês NAAT – Nucleic Acid Amplification Test, no entanto o resultado do exame não é liberado em 2 ou 3 dias como no caso do RT-PCR e sim em algumas horas. Ambas as técnicas induzem reações para realização de transcrição reversa (RT) e uma fase de amplificação. Os dois são exames de biologia molecular, uma vez que identificam o material genético presente na amostra. 

Quais são os possíveis resultados do exame de RT-LAMP? 

O exame RT-LAMP é qualitativo, com dois possíveis resultados:

– Não detectável (Negativo)

Indica ausência de infecção pelo coronavírus. No entanto, falsos-negativos são possíveis, principalmente se a amostra foi coletada em uma fase muito precoce ou tardia da infecção.

Caso o teste tenha sido negativo, mas a suspeita clínica persista, é recomendável fazer um teste de sorologia. Esse teste detecta a resposta do seu organismo à infecção, ou seja, detecta os anticorpos contra o SARS-CoV-2 em uma fase mais tardia da infecção.

– Detectável (Positivo)

Possível infecção pelo coronavírus. O resultado indica que o material genético do vírus foi detectado na amostra analisada.

Por isso, é essencial seguir todas as recomendações do Ministério da Saúde para evitar a disseminação do coronavírus para outras pessoas. Você e sua família devem ficar em isolamento por, no mínimo, 10 dias a partir da data de início dos sintomas. 

Utilize máscara e, se possível, fique em um cômodo separado. Separe toalhas de banho, garfos, facas, colheres, copos e outros objetos para uso próprio. Lave bem as mãos, com água e sabão, ou utilize álcool 70%. Além disso, você deve manter a distância mínima de 1,5 a 2,0  metros dos demais moradores da sua casa.

Os sintomas também devem ser monitorados. Entre em contato com um médico ou ligue 136, que é o número do serviço de teleconsulta do Sistema Único de Saúde, o TeleSUS. 

Interpretação do exame de COVID: Exames de sorologia

Teste rápido sorológico IgM e IgG 

Embora os testes rápidos não sejam confirmatórios, eles são essenciais para avaliar se a pessoa já foi infectada pelo SARS-CoV-2. Os exames que detectam anticorpos são indicados para o mapeamento epidemiológico, ou seja, são importantes na avaliação do número de pessoas que contraíram a doença ou adquiriram anticorpos contra o coronavírus ao longo do tempo.

Esse exame detecta as imunoglobulinas M (IgM) e G (IgG), ou seja, detecta a presença de anticorpos, que são produzidos pelo organismo para combater a infecção. Esse exame pode ser feito com uma amostra de sangue, soro ou plasma sanguíneo. 

Os anticorpos IgM indicam infecção na fase inicial, pois eles são os primeiros anticorpos a aparecer quando vírus atacam o nosso corpo. Já os anticorpos IgG, também são uma resposta a vírus, porém atuam na fase mais tardia da infecção. 

Quando o exame de sorologia pode ser realizado? 

Para que o teste consiga detectar a resposta à infecção, é necessário que haja uma quantidade mínima de anticorpos. 

O exame de sorologia Hilab detecta anticorpos a partir do 7º dia do início dos sintomas. Por isso, caso o exame seja realizado antes desse período, o resultado pode ser um falso negativo, ou seja, o teste não será capaz de detectar anticorpos produzidos. 

Quais são os possíveis resultados de um exame de Coronavírus IgM e IgG?

– IgM não reagente e IgG não reagente 

Indica possível ausência da infecção. Entretanto, você deve adotar e manter todas as recomendações do Ministério da Saúde para evitar o contágio. Quando realizado fora do período indicado, há possibilidade de falso negativo. Caso a suspeita clínica persista, o exame deve ser repetido.

– IgM reagente e IgG não reagente 

O resultado IgM reagente significa que provavelmente o paciente está com a COVID-19. O fato de o IgM ter sido reagente indica que o organismo está produzindo anticorpos da fase inicial da infecção para combater o SARS-CoV-2.

– IgM reagente e IgG reagente 

O resultado IgM e IgG reagentes significa que provavelmente o paciente está com a COVID-19. O fato de o IgG ter sido reagente também indica que o organismo está produzindo os anticorpos da fase mais tardia da infecção.

– IgM não reagente e IgG reagente 

Este resultado indica provável infecção passada. No entanto, os cuidados com a higiene pessoal e domiciliar devem ser mantidos mesmo após a recuperação. Lembre-se que a infecção pelo SARS-CoV-2 pode ocorrer mais de uma vez.

Exame sorológico de anticorpos totais 

Existe um exame sorológico que não faz distinção entre os anticorpos IgM e IgG: o exame de anticorpos totais. O teste mostra a presença de anticorpos IgM e IgG somados. 

Por esse motivo, o médico que irá interpretar o exame precisa ter muito cuidado. Por indicar somente a presença ou não de anticorpos, não é possível saber se a infecção está na fase inicial ou se a pessoa já passou por ela. 

Quais são os possíveis resultados de um exame sorológico de anticorpos totais?

Reagente (Positivo) 

Pode indicar presença de anticorpos IgG e IgM, somente presença de anticorpos IgM ou somente presença de anticorpos IgG. É recomendado realizar um teste de sorologia que diferencie o IgM e IgG, para um diagnóstico completo.

Não reagente (Negativo)    

Pode indicar ausência de anticorpos IgG e IgM (nunca teve contato com o vírus). Também pode ser um falso negativo, caso o exame tenha sido realizado no início da infecção. 

Os exames sorológicos devem ser realizados para avaliar a eficácia da vacina? 

Não. Segundo a SBIm, os testes sorológicos não são recomendados para esse fim, porque não permitem uma conclusão isenta de erros sobre a resposta à vacina, o que pode ocorrer por alguns motivos:

  1. Não se sabe o nível de anticorpos necessários para prevenir a COVID-19, portanto o resultado positivo (reagente) não significa necessariamente que a pessoa está protegida.
  2. O resultado negativo (não reagente) pode refletir a baixa sensibilidade do exame (falso negativo). Isso significa que pessoas protegidas pela vacina podem testar negativo no exame.
  3. As vacinas contra COVID-19 têm como alvo a produção de anticorpos contra a proteína S do SARS-CoV-2. Essa proteína é responsável pela ligação com nossas células e a consequente infecção. São esses os anticorpos específicos que seriam os marcadores de proteção a serem investigados.

Quando realizar cada exame de COVID-19 e qual é o melhor? 

Como já vimos, existe um período adequado para realizar cada teste. O exame de RT-PCR e RT-LAMP devem ser realizados, preferencialmente, entre o 1º e 10º dias de sintomas, quando a positividade é maior. Caso contrário, o resultado poderá ser um falso negativo. 

O teste de antígeno também deve ser realizado no início da infecção, entre o 1º e 7º dias de sintomas.

Já o exame de sorologia deve ser realizado, preferencialmente, a partir do 7º dia de início dos sintomas. Entretanto, esse período também pode variar de acordo com a marca do teste. Por isso, antes de realizá-lo, pergunte ao profissional de saúde qual é o melhor período para detecção. 

O quadro a seguir mostra de forma simplificada o período no qual cada teste para COVID-19 é indicado: 

Entenda a diferença dos exames laboratoriais Hilab para COVID-19

Sendo assim, o melhor exame é aquele que atende ao seu objetivo do momento.  Os melhores testes para o início da infecção, considerados padrão-ouro para o diagnóstico, são o RT-PCR e o RT-LAMP. Outro exame indicado para a fase inicial da infecção é o exame de antígeno, ideal para identificar as pessoas que estão transmitindo a COVID-19.

Já o exame de sorologia é útil para determinar a prevalência de infecções pelo novo coronavírus durante a pandemia. Além disso, é útil para identificar pacientes com alta suspeita clínica para COVID-19, mas com resultado de RT-PCR negativo ou RT-PCR indisponível.

Ficou com alguma dúvida em relação à interpretação do exame de COVID-19? Não deixe de entrar em contato com seu médico.

Referências bibliográficas

Sociedade Brasileira de Análises Clínicas. SBAC. Disponível em: <http://www.sbac.org.br/blog/2020/03/30/diagnostico-laboratorial-do-coronavirus-sars-cov-2-causador-da-covid-19/>. Acesso em: 16 de setembro de 2021. 

Laboratory testing for 2019 novel coronavirus (2019-nCoV) in suspected human cases. Disponível em: <https://www.who.int/publications/i/item/laboratory-testing-for-2019-novel-coronavirus-in-suspected-human-cases-20200117>. Acesso em: 16 de setembro de 2021.

Assine também nossa newsletter

Receba dicas sobre saúde e novidades do mercado laboratorial antes de todos.

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
Micheli Pecharki

Micheli Pecharki

Micheli é Bióloga e coordenadora de conteúdos na Hilab. Acredita que transformar o conhecimento técnico em algo acessível é essencial para que as pessoas saibam como cuidar mais da própria saúde e vivam, assim, com mais qualidade de vida. É apaixonada por cachorros e escrever e nas horas vagas gosta de estar em contato com a natureza.

17 comentários em “Interpretação do exame de COVID-19: entenda o seu resultado”

    1. Laboratório de Análises Clínicas Hilab
      Laboratório de Análises Clínicas Hilab

      Olá, Jose. Tudo bem? Agradeço o seu feedback, ele é muito importante. Qualquer outra dúvida, fico totalmente à disposição. 💚

  1. Avatar
    Jose Roberto Haddas

    Olá Micheli. Sou leigo neste assunto de tipos de exames. Com medo de não ter sido vacinado pelas notícias de desvio de vacinas, fiz um exame após um mês da primeira dose, indicado erroneamente por uma pessoa de exames do laboratório. Quando veio o resultado deu “Abaixo de 20 não é relatado”. Reclamei reconheceram o erro e deram outro exame mas falei que ia fazer 6 meses após a 2a dose da vacina. Fiz e chegou o resultado: Totais (IgM/IgG) Reagente – Índice 1,3 (Reagente 1,0 ou acima). Pelo que li no seu artigo também não é esse o indicado para avaliar a eficácia das vacinas.

    1. Laboratório de Análises Clínicas Hilab
      Laboratório de Análises Clínicas Hilab

      Olá, Jose, tudo bem? Eu sou um especialista Hilab e por aqui vou te auxiliar da melhor maneira possível. Muitas pessoas acabam fazendo o exame de anticorpos por curiosidade, para avaliar se houve a produção de anticorpos após a vacinação. No entanto, a resposta à vacina envolve uma série de fatores e não somente a produção dos anticorpos IgM e IgG, que inclusive podem estar em uma faixa de detecção abaixo da faixa detectada pelo exame. Como não sabemos por quanto tempo a vacina nos protege, é importante continuar com todas as medidas preventivas até que grande parte da população esteja vacinada. Qualquer outra dúvida, fico totalmente à disposição.

    1. Laboratório de Análises Clínicas Hilab
      Laboratório de Análises Clínicas Hilab

      Olá!. Tudo bem? Eu sou um especialista Hilab. Por aqui vou te auxiliar da melhor maneira possível, tá bem?No caso de interpretação de exame. Você pode mandar um e-mail com todas as informações e o laudo em anexo na chave de e-mail [email protected]. Por lá eles vão te passar todas as informações de forma mais assertiva. Caso fique mais alguma dúvida, fico totalmente à disposição. 💚

  2. Avatar
    ANDRÉIA MARQUES

    BOM DIA GOSTARIA QUE INTERPRETASSE O RESULTADO 5,359 DO MEU EXAME DO COVID ?O QUE SIGNIFICA POSITIVO OU NEGATIVO PARA O COVID?

    1. Laboratório de Análises Clínicas Hilab
      Laboratório de Análises Clínicas Hilab

      Olá, tudo bem? Eu sou um especialista Hilab. Por aqui vou te auxiliar da melhor maneira possível, tá bem? No caso de interpretação de exame. Você pode mandar um e-mail com todas as informações e o laudo em anexo na chave de e-mail [email protected]. Por lá eles vão te passar todas as informações de forma mais assertiva. Caso fique mais alguma dúvida, fico totalmente à disposição. 💚

    2. Laboratório de Análises Clínicas Hilab
      Laboratório de Análises Clínicas Hilab

      Olá!. Tudo bem? Eu sou um especialista Hilab. Por aqui vou te auxiliar da melhor maneira possível, tá bem?No caso de interpretação de exame. Você pode mandar um e-mail com todas as informações e o laudo em anexo na chave de e-mail [email protected]. Por lá eles vão te passar todas as informações de forma mais assertiva. Caso fique mais alguma dúvida, fico totalmente à disposição. 💚

    3. Laboratório de Análises Clínicas Hilab
      Laboratório de Análises Clínicas Hilab

      Olá!. Tudo bem? Eu sou um especialista Hilab. Por aqui vou te auxiliar da melhor maneira possível, tá bem? No caso de interpretação de exame. Você pode mandar um e-mail com todas as informações e o laudo em anexo na chave de e-mail [email protected]. Por lá eles vão te passar todas as informações de forma mais assertiva. Caso fique mais alguma dúvida, fico totalmente à disposição. 💚

    1. Laboratório de Análises Clínicas Hilab
      Laboratório de Análises Clínicas Hilab

      Olá, tudo bem? Eu sou um especialista Hilab. Por aqui vou te auxiliar da melhor maneira possível, tá bem?No caso de emissão laudos. Você pode mandar um e-mail com todas as informações na chave de e-mail [email protected]. Por lá eles vão te passar todas as informações de forma mais assertiva. Caso fique mais alguma dúvida, fico totalmente à disposição. 💚

    2. Laboratório de Análises Clínicas Hilab
      Laboratório de Análises Clínicas Hilab

      Olá!. Tudo bem? Eu sou um especialista Hilab. Por aqui vou te auxiliar da melhor maneira possível, tá bem? No caso de emissão de laudo. Você pode mandar um e-mail com todas as informações na chave de e-mail [email protected]. Por lá eles vão te passar todas as informações de forma mais assertiva. Caso fique mais alguma dúvida, fico totalmente à disposição. 💚

    1. Laboratório de Análises Clínicas Hilab
      Laboratório de Análises Clínicas Hilab

      Olá, Grazielly! Um resultado DETECTADO no exame de PCR indica presença do material genético do vírus na amostra. Recomendamos que você siga as orientações para evitar a transmissão da COVID-19 para outras pessoas e procure atendimento médico. Qualquer dúvida, estamos à disposição. 💚

      Equipe Hilab.

      1. Avatar

        Olá,
        Estou com dúvidas quanto ao resultado do meu teste RT-PCR. Está como Detectado (positivo) e Valor de referência não detectado. O que significa testei positivo ou negativo?

        1. Laboratório de Análises Clínicas Hilab
          Laboratório de Análises Clínicas Hilab

          Olá, Silmara! Um resultado DETECTADO no exame de RT-PCR indica presença do material genético do vírus na amostra, ou seja, positivo. Recomendamos que você siga as orientações para evitar a transmissão da COVID-19 para outras pessoas e procure atendimento médico. Qualquer dúvida, estamos à disposição. 💚

          Equipe Hilab.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Olá, precisa de alguma informação?

 

Eu posso te ajudar! 😃