Desmentindo as principais fake news sobre a vacina contra a COVID-19

Além de estar enfrentando a COVID-19 e todas as consequências devastadoras dessa doença, a população também convive com uma enorme onda de fake news que prejudicam, e muito, não só a disseminação de informações no país como também o combate ao vírus.

Todos os dias, milhares de fotos, vídeos e textos falsos circulam pelas redes sociais. Segundo estudo “Iceberg Digital”, desenvolvido pela Kaspersky, empresa global de cibersegurança, em parceria com a empresa de pesquisa CORPA, na América Latina, 62% dos brasileiros não conseguem reconhecer uma notícia falsa.

Sobre a COVID-19, já foram inventadas e disseminadas inúmeras notícias inverídicas. Uma delas, por exemplo, dizia que o uso de máscaras aumentava os riscos de câncer de pulmão e que esses acessórios causam asfixia e falta de oxigenação no sangue, o que contradiz totalmente o que os órgãos competentes e profissionais de saúde orientam desde o início da pandemia.

Informações mentirosas e sem sentido como essa, ao serem compartilhadas, podem fazer com que as pessoas deixem de usar esse acessório essencial para a proteção individual e coletiva.

Mas as informações improcedentes não param por aí. Recentemente, o alvo das fake news tem sido as vacinas contra a COVID-19, que já foram consideradas totalmente seguras e aprovadas pela ANVISA no Brasil. Confira as principais fake news sobre o assunto e não caia nessa!

Notícias falsas mais comuns sobre as vacinas contra a COVID-19

Segundo matéria publicada no jornal da Unicamp, algumas das notícias falsas mais comuns declaradas são:

  • As vacinas não são seguras;
  • Receio de tomar a vacina e se contaminar com o novo coronavírus;
  • A vacina pode causar outras doenças, como autismo;
  • Bill Gates teria dito que a vacina pode matar cerca de 700 mil pessoas;
  • A vacina da Covid-19 contém chips implantados para controle populacional.

Nós explicamos porque essas informações são falsas. Confira:

1 – As vacinas não são seguras: FAKE

As vacinas aprovadas para uso em massa são seguras e eficazes. Todos os anos, elas salvam as vidas de milhares de pessoas.

Recentemente, um estudo coordenado pelo epidemiologista britânico Neil Ferguson, do Imperial College em Londres, no Reino Unido, estimou que a vacinação contra alguns dos principais agentes causadores de doenças ajudou a salvar 37 milhões de vidas entre 2000 e 2019 em países de baixa e média renda.

Estima-se que esse número suba para 69 milhões até 2030. As vacinas são, portanto, essenciais para a população. Elas são importantes não somente para o indivíduo que toma a vacina: elas também protegem as outras pessoas ao redor uma vez que diminuem a circulação e transmissão dos patógenos no ambiente. O que existe são algumas contra-indicações.

A CoronaVac, a vacina adsorvida COVID-19 (inativada), indicada para imunização ativa para prevenção de casos de COVID-19, é contra-indicada para pessoas que apresentam alergia a qualquer um dos componentes desta vacina e também para pacientes com febre, doença aguda e início agudo de doenças crônicas.

2 – Receio de tomar a vacina e se contaminar com o novo coronavírus: FAKE

O vírus que causa a COVID-19 não está ativo nas vacinas, portanto a vacinação não fará com que o indivíduo tenha COVID-19. A CoronaVac é feita com o vírus inativado. Além disso, todas as vacinas, antes de chegarem até a população, independentemente de onde tenham sido produzidas, precisam passar por testes rigorosos em várias fases para garantir que sejam eficazes e seguras. O que pode acontecer é a pessoa se contaminar durante o intervalo entre as doses, uma vez que o organismo precisa de um tempo até desenvolver os anticorpos que o protegem contra a doença.

3 – A vacina pode causar outras doenças, como autismo: FAKE

A afirmação de que a vacina causa autismo é falsa. Segundo o Jornal da USP, o boato surgiu em 1998 por um médico britânico chamado Andrew Wakefield. Ele declarou que a vacina da tríplice viral era causa de autismo. Porém, após a afirmação, estudos desmentiram o médico, que teve seu registro médico cassado. Mais tarde, foi descoberto que o médico recebeu pagamento de escritórios de advocacia envolvidos em processos contra indústrias farmacêuticas.

4 – Bill Gates teria dito que a vacina pode matar cerca de 700 mil pessoas: FAKE

Essa é uma mentira espalhada pelos grupos antivacina. A Fundação Bill e Melinda Gates financia e aprova vários projetos humanitários em saúde, incluindo projetos de desenvolvimento e distribuição de vacinas. 

5 – A vacina da Covid-19 contém chips implantados para controle populacional: FAKE

Essa também é uma mentira espalhada pelos grupos antivacinas. Nenhuma vacina contém chips líquidos que poderiam ser usados para controle populacional. Essa é a composição da vacina CoronaVac: suspensão injetável contém 600 SU do antígeno do vírus inativado SARS-CoV-2 e excipientes: hidróxido de alumínio, hidrogenofosfato dissódico, di-hidrogenofosfato de sódio, cloreto de sódio, água para injetáveis e hidróxido de sódio para ajuste de pH.

Por que a vacinação é essencial?

As vacinas COVID-19 produzem proteção contra a doença. Isso ocorre porque o indivíduo, ao tomar a vacina, desenvolve uma resposta imune ao SARS-CoV-2. O desenvolvimento da imunidade por meio da vacinação significa que o risco de desenvolver a doença é reduzido. Esta imunidade ajuda a combater o vírus.

Ser vacinado também pode proteger as pessoas ao redor, uma vez que é menos provável que infecte outras pessoas. Isso é particularmente importante para proteger as pessoas com maior risco de doenças graves causadas pelo COVID-19, como profissionais de saúde, idosos e pessoas com comorbidades como hipertensão e diabetes. Se você tem a oportunidade de tomar a vacina contra a COVID-19 não deixe de tomá-la. Lembre-se que todas as vacinas passam por testes rigorosos em várias fases para garantir que sejam eficazes e seguras.

E você? Conhece algum fake news ou tem alguma dúvida sobre a COVID-19 ? Deixe sua resposta nos comentários!

Referências Bibliográficas:

Canaltech. 62% dos brasileiros não sabem reconhecer fake news, diz pesquisa. Disponível em: <https://canaltech.com.br/seguranca/brasileiros-nao-sabem-reconhecer-fake-news-diz-pesquisa-160415/>. Acesso em: 16 de março de 2021.

EurekAlert! The Lancet: Study estimates that, without vaccination against 10 diseases, mortality in children under five would be 45% higher in low-income and middle-income countries. Disponível em: <https://www.eurekalert.org/pub_releases/2021-01/tl-pss_1012821.php>. Acesso em: 16 de março de 2021.

Jornal da USP. Afirmação que vacina causa autismo é falsa. Disponível em: <https://jornal.usp.br/atualidades/afirmacao-que-vacina-causa-autismo-e-falsa/>. Acesso em: 16 de março de 2021.

Veja Saúde. Uso de máscaras não provoca câncer de pulmão ou outros problemas. Disponível em:< https://saude.abril.com.br/blog/e-verdade-ou-fake-news/uso-de-mascaras-nao-provoca-cancer-de-pulmao-ou-outros-problemas/>. Acesso em: 16 de março de 2021.

World Health Organization. Coronavirus disease (COVID-19): Vaccines. Disponível em: <https://www.who.int/news-room/q-a-detail/coronavirus-disease-(covid-19)-vaccines?adgroupsurvey={adgroupsurvey}&gclid=Cj0KCQjwrsGCBhD1ARIsALILBYqJ3YfOp3rDyPhtN3SeM5iI5n8kQ2mSBmtDjW5cPGEnmHP0v1RjJzAaAkbiEALw_wcB>. Acesso em: 16 de março de 2021.

Assine também nossa newsletter

Receba dicas sobre saúde e novidades do mercado laboratorial antes de todos.

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
Micheli Pecharki

Micheli Pecharki

Micheli é Bióloga e coordenadora de conteúdos na Hilab. Acredita que transformar o conhecimento técnico em algo acessível é essencial para que as pessoas saibam como cuidar mais da própria saúde e vivam, assim, com mais qualidade de vida. É apaixonada por cachorros e escrever e nas horas vagas gosta de estar em contato com a natureza.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *