Vacina da febre amarela: quem já tomou precisa tomar de novo?

O verão é o período de maior risco de transmissão da febre amarela. A maioria das pessoas sabe que a vacinação é uma das medidas mais importantes para prevenir e controlar a doença. No entanto, nem todos sabem quem pode receber a vacina, com que frequência ela deve ser tomada e quais são as reações adversas.

Acompanhe o post a seguir e tire todas as dúvidas sobre a vacina da febre amarela.

Quando preciso tomar a vacina da febre amarela novamente?

A vacina é disponibilizada gratuitamente em postos de saúde. Desde 2017, o Ministério da Saúde seguindo a orientação da Organização Mundial da Saúde, recomenda apenas uma dose da vacina por toda a vida. No entanto, estudos têm mostrado a relevância de administrar pelo menos uma dose de reforço 10 anos após a imunização contra a febre amarela.

Um artigo, produzido por pesquisadores da Fundação Oswaldo Cruz e colaboradores, publicado em agosto no periódico Emerging Infectious Diseases, recomenda a dose de reforço contra febre amarela em áreas de alto risco de transmissão do vírus, como o Brasil.

Quem deve tomar a vacina?

A vacina é recomendada para pessoas que vivem ou viajam para áreas de recomendação da vacina.

Vacinação e restrições

  • Crianças a partir de nove meses e adultos até 59 anos podem se vacinar.
  • Para quem ainda não foi vacinado, a orientação é receber a dose única.
  • Pessoas com mais de 60 anos devem se vacinar somente se residirem em regiões de transmissão da febre amarela ou forem viajar para áreas de transmissão da doença. Deve-se avaliar o risco de efeitos adversos.
  • Em geral, a vacina não é recomendada para gestantes e mães que estão amamentando crianças menores de 6 meses. Grávidas e mulheres amamentando devem ser vacinadas de acordo com o risco de contrair a doença, ou seja, se residirem em locais próximos onde ocorreu a confirmação de circulação do vírus ou se irão viajar para áreas de risco. Mesmo assim, os riscos e benefícios devem ser discutidos, uma vez que a vacina é feita com o vírus atenuado, que pode ser transmitido ao bebê através da placenta e da amamentação.
  • O aleitamento materno deve ser suspenso por 10 dias após a vacinação. Mulheres que estão amamentando também devem procurar um serviço de saúde para orientação e acompanhamento.
  • Pessoas que têm HIV/AIDS podem se vacinar desde que não apresentem imunodeficiência grave. Poderá ser utilizado o último exame de LT-CD4 (independente da data), desde que a carga viral atual (menos de seis meses) se mantenha indetectável.

Conheça o Esquema Vacinal para a Febre Amarela.

Quem não deve tomar a vacina da febre amarela?

  • Pessoas com reação alérgica ao ovo.
  • Pacientes com doença oncológica que estão fazendo quimioterapia.
  • Pacientes que apresentaram reação grave após dose prévia da vacina.
  • Pacientes com história pregressa de doença do timo.
  • Pessoas com imunossupressão secundária à doença ou terapias imunossupressoras (quimioterapia, radioterapia, corticoides em doses elevadas).
  • Pacientes que fazem uso de medicações como Infliximabe, Etanercepte, Golimumabe, Certolizumabe, Abatacept, Belimumabe, Ustequinumabe, Canaquinumabe, Tocilizumabe, Rituximabe.

Vou viajar. Quando devo tomar a vacina?

Você deve tomar a vacina apenas se for viajar para áreas com indício de febre amarela. A vacina deve ser administrada no mínimo 10 dias antes do deslocamento para a área de risco.

Não posso tomar a vacina. Como me proteger?

Se você não pode tomar a vacina, o recomendável é evitar áreas de mata em regiões onde a doença está presente. Também é importante usar repelentes, calças compridas, colocar telas em janelas e evitar perfume em áreas de mata.

Onde tomar a vacina da febre amarela?

A vacina pode ser tomada em unidades básicas de saúde. Procure a unidade mais próxima à sua casa.

Perdi meu cartão de vacinação. O que devo fazer?

Procure a Unidade Básica de Saúde mais próxima da sua residência para fazer um novo cartão. Você poderá se vacinar normalmente, no entanto, é importante guardar o seu cartão com cuidado, pois nele seu histórico de vacinação está registrado.

O que é a dose fracionada da vacina?

É a utilização de ⅕ de uma dose padrão da vacina da febre amarela. A proteção e a segurança da dose fracionada é a mesma do que a dose padrão, o que muda é o tempo de proteção. Enquanto a dose padrão protege por toda a vida, a dose fracionada protege por um período de de pelo menos 8 anos.  O fracionamento de doses é a recomendação do Ministério da Saúde para alguns estados brasileiros.

Que tipos de reação a vacina pode causar?

A vacina pode causar febre, dor local, dor de cabeça e dor no corpo.

Vacine-se!

Importante destacar que, independente da sua idade e se há ou não campanha de vacinação, você deve procurar a unidade de saúde mais próxima para verificar se está com todas as vacinas em dia. A vacinação é essencial para deixar a população protegida contra doenças.

Consulte o Calendário Nacional de Vacinação.

Quer receber mais conteúdos assim em primeira mão? Assine o Blog do Hilab e curta nossa página no Facebook!

Referências Bibliográficas

Brasil. Ministério da Saúde. Orientações sobre vacinação. Disponível em: <http://portalms.saude.gov.br/saude-de-a-z/vacinacao/orientacoes-sobre-vacinacao>. Acesso em: 26 de novembro de 2018.

Brasil. Ministério da Saúde. Febre Amarela: causas, sintomas, diagnóstico, prevenção e tratamento. Disponível em: <http://portalms.saude.gov.br/saude-de-a-z/febre-amarela-sintomas-transmissao-e-prevencao>. Acesso em: 26 de novembro de 2018.

Brasil. Ministério da Saúde. Vacinação febre amarela. Disponível em: <http://portalms.saude.gov.br/artigos/920-saude-de-a-a-z/febre-amarela/10771-vacinacao-febre-amarela>. Acesso em: 26 de novembro de 2018.

Medscape. Debate sobre segunda dose da vacina de febre amarela volta à tona. Disponível em:  <https://portugues.medscape.com/verartigo/6504051?src=mkm_ptmkt_191012_mscmrk_ptexcnws_nl&uac=329291MK&impID=2126497&faf=1> . Acesso em: 14 de outubro de 2019.

saude.mg.gov.br. Tire suas dúvidas. Disponível em: <http://www.saude.mg.gov.br/duvidasfebreamarela>. Acesso em: 26 de novembro de 2018.

Assine também nossa newsletter

Receba dicas sobre saúde e novidades do mercado laboratorial antes de todos.

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
Laboratório de Análises Clínicas Hilab

Laboratório de Análises Clínicas Hilab

Somos o laboratório pioneiro em testes laboratoriais remotos no Brasil. Criamos tecnologia diagnóstica de ponta com a missão de democratizar a saúde. Nosso time é composto por especialistas na área de saúde, tecnologia e epidemiologia, comprometidos em disponibilizar informações sobre saúde e tecnologia diagnóstica de maneira responsável e segura.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Olá, precisa de alguma informação?

Vamos conversar!