Quando há uma lesão ao corpo, ou vaso sanguíneo, um coágulo se forma no organismo. Ocorre produção e deposição de fibrina para que ele seja formado. A fibrina forma uma malha para que as plaquetas amontoem-se e deem início ao processo de coagulação. Quando a injúria ao tecido é curada, o coágulo é degradado. Esta quebra dá origem a fragmentos denominados produtos da degradação da fibrina, e o Dímero-D é um destes produtos.

O exame de Dímero-D possui uma alto valor preditivo negativo (VPN), cerca de 99%, ou seja, se o resultado do exame for negativo, a chance do paciente possuir qualquer uma das situações é descartada.

Entretanto, este VPN diminui de acordo com a idade do paciente chegando a aproximadamente 30% aos 80 anos.

O que causa o aumento do Dímero-D?

Diversas são as situações que podem causar a elevação deste produto, as principais são a trombose venosa profunda (TVP) e o tromboembolismo pulmonar (TEP).

A TVP é a formação e impactação de um coágulo em alguma veia das pernas, normalmente após uma viagem longa, na qual o paciente fica sentado por muito tempo. O TEP ocorre quando há obstrução de algum dos vasos pulmonares por um trombo (coágulo) proveniente de uma TVP anterior ou uma arritmia cardíaca.

Outras situações podem ocasionar o aumento do Dímero-D, como a coagulação intravascular disseminada, gestação, alguns casos de câncer, idade avançada, estados inflamatórios, grandes traumas, pós-operatórios, entre outras.

O que causa a TVP e o TEP?

A TVP ocorre, geralmente, em pacientes que passam muito tempo sentados, não andando por várias horas. Para que o sangue retorne das veias das pernas para o coração, é necessário que o paciente ande. Desta forma, os músculos contraem funcionando como uma bomba, que impulsiona a circulação contra a gravidade. Quando o sangue fica parado por muito tempo, existe a probabilidade que ocorra coagulação dentro dos vasos sanguíneos, interrompendo esta volta ao coração.

Quando o coágulo proveniente de uma TVP é quebrado, pedaços menores podem se deslocar pelos vasos  e chegarem até o coração. As câmaras cardíacas são relativamente grandes, quando comparadas ao trombo, e esse coágulo passará diretamente por elas indo em direção à circulação pulmonar. O calibre dos vasos pulmonares diminui progressivamente, o que ocasionará a parada do trombo ocluindo a artéria e promovendo a sintomatologia da TEP.

Quais são os sintomas de TVP e TEP?

Na TVP a sintomatologia será, principalmente, limitadza à perna afetada. Os sinais desta situação incluem: dor no membro com vaso ocluído, aumento da temperatura da perna afetada, inchaço, além de rigidez.

No caso da TEP, os sintomas serão mais severos e o paciente poderá apresentar: dificuldade para respirar, dor no peito, hipóxia (diminuição da concentração de oxigênio no sangue).

Também podem estar presentes, no tromboembolismo pulmonar, mas menos frequentes, sinais como: tontura, desmaios, tosse produtiva, crises convulsivas, febre, rebaixamento do nível de consciência, entre outros.

Gostou do conteúdo? Continue acompanhando nossas postagens nas redes sociais. Curta a página do Hilab no facebook.

Referências Bibliográficas

Medscape. D-Dimer. Disponível em :<https://emedicine.medscape.com/article/2085111-overview#a4>. Acesso em: 12 de agosto de 2019.

Medscape. Fibrin and Fibrinogen-Degradation Products. Disponível em:<https://emedicine.medscape.com/article/2085477-overview#a4>. Acesso em: 12 de agosto de 2019.

Medscape. Deep Venous Thrombosis (DVT). Disponível em:<https://emedicine.medscape.com/article/1911303-overview>. Acesso em: 113 de agosto de 2019.

Medscape. Pulmonary Embolism. Disponível em:<https://emedicine.medscape.com/article/300901-overview>. Acesso em: 13/08/19

Sociedade Brasileira de Patologia Clínica. Doenças Tromboembólicas. Disponível em: http://www.sbpc.org.br/upload/congressos/2_Doencas_tromboembolicas.pdf>. Acesso em: 13 de agosto de 2019.

Assine também nossa newsletter

Receba dicas sobre saúde e novidades do mercado laboratorial antes de todos.

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
Laboratório de Análises Clínicas Hilab

Laboratório de Análises Clínicas Hilab

Somos o laboratório pioneiro em testes laboratoriais remotos no Brasil. Criamos tecnologia diagnóstica de ponta com a missão de democratizar a saúde. Nosso time é composto por especialistas na área de saúde, tecnologia e epidemiologia, comprometidos em disponibilizar informações sobre saúde e tecnologia diagnóstica de maneira responsável e segura.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *