Dengue tipo 2: quais os sintomas e as fases da doença?

Existem quatro sorotipos conhecidos de dengue, o DENV-1, o DENV-2, o DENV-3 e o DENV-4, todos estando presentes no Brasil. A dengue tipo 2 ocorre quando o indivíduo é infectado pelo segundo sorotipo do vírus, que é considerado um dos mais agressivos.

Após uma infecção, o paciente obtém imunidade contra o sorotipo pelo qual foi infectado, mas permanece suscetível aos outros três.

O sorotipo 2 do vírus da dengue está se espalhando em vários estados do País. Leia o artigo e saiba identificar os sintomas da dengue bem como os sinais mais severos.

Os casos no Brasil e no mundo

A dengue é a mais importante doença transmitida por insetos para humanos, com cerca de 50 a 100 milhões de indivíduos afetados anualmente, segundo a OMS.

A infecção é transmitida pelos mosquitos do gênero Aedes sendo, no Brasil, o aegypti o mais comum.

De todos os casos no mundo, aproximadamente 500 mil evoluem para o quadro de dengue severa e, destes, 22 mil vão a óbito. No mundo, 90% dos casos graves ocorrem em crianças. No Brasil, por outro lado, a incidência é maior na população adulta.

Quais são os sintomas de dengue?

Uma primeira infecção pela arbovirose pode ocorrer de três maneiras: assintomática; doença febril leve, não específica; ou o clássico complexo sintomático da dengue.

Dentre os mais comuns sintomas estão o surgimento súbito de febre alta, dor de cabeça, dor no corpo, fraqueza, manchas avermelhadas, entre outros.

As complicações ocorrem, geralmente, quando a pessoa é exposta a um segundo sorotipo do vírus, o que pode levar à dengue severa, anteriormente chamada de dengue hemorrágica. Apesar de os sorotipos 2 e 3 serem considerados os mais agressivos, qualquer reinfecção por dengue pode acarretar um quadro mais grave.

Quais são os sintomas da dengue severa?

A dengue severa é caracterizada por uma sintomatologia de maior complexidade, quando comparada à dengue sem sinais de alarme.

Os sintomas comuns às duas são: náusea ou vômitos, dor de cabeça, febre, manchas vermelhas na pele, fraqueza, dores no corpo, entre outros.

No estágio severo da doença, deve-se estar atento a sinais como:

  • dor ou rigidez abdominal
  • vômitos persistentes
  • inchaço em pernas, abdome e outros locais
  • sangramento de mucosas, como as gengivas,
  • letargia ou agitação
  • aumento do fígado
  • alteração nos exames laboratoriais.

Quais são as fases da dengue?

A infecção pelo vírus da dengue é constituída de três fases: (1) a fase febril, (2) a fase crítica, e (3) a fase de recuperação.

Todo o curso da doença tem duração de 7 a 10 dias, com cada fase durando cerca de 2 a 3 dias.

A fase inicial, febril, coincide com o pico de viremia, resolvendo-se rapidamente após os primeiros três dias, e está associada com sintomas inespecíficos.

Durante a fase crítica, ocorre aumento da permeabilidade dos vasos do organismo, o que acarreta complicações. Dentro deste segundo estágio ocorrem os sinais de que a infecção está evoluindo para o quadro severo, portanto se deve estar atento ao paciente e monitorá-lo.

Na fase de recuperação, estão inclusos o aumento da diurese e a resolução dos sintomas característicos do estágio crítico.

Gostou do conteúdo? Aproveite para curtir a página do Hilab. 

Assine também nossa newsletter

Receba dicas sobre saúde e novidades do mercado laboratorial antes de todos.

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
Laboratório de Análises Clínicas Hilab

Laboratório de Análises Clínicas Hilab

Somos o laboratório pioneiro em testes laboratoriais remotos no Brasil. Criamos tecnologia diagnóstica de ponta com a missão de democratizar a saúde. Nosso time é composto por especialistas na área de saúde, tecnologia e epidemiologia, comprometidos em disponibilizar informações sobre saúde e tecnologia diagnóstica de maneira responsável e segura.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Olá, precisa de alguma informação?

Vamos conversar!