Home > Exames > Perfil Lipídico (Colesterol total, HDL colesterol e triglicerídeos)

Avalie o perfil lipídico em 12 minutos com o exame laboratorial Hilab

Determine a quantidade de colesterol total (CT), HDL colesterol, triglicerídeos (TG), LDL colesterol, VLDL colesterol e não-HDL colesterol com apenas um furinho no dedo e obtenha um laudo digital em 12 minutos.

O perigo de desenvolver doenças cardiovasculares

Dislipidemias são alterações no nosso perfil lipídico que impactam no desenvolvimento de doenças cardiovasculares e podem ser secundárias em outras doenças crônicas não transmissíveis como diabetes, hipotireoidismo, disfunções renais e hepáticas.

A prevenção das dislipidemias é influenciada pelos hábitos que cada pessoa pratica e fatores genéticos.

Como funciona o exame da Hilab?

O Teste Laboratorial Remoto Hilab de Perfil Lipídico é um ensaio colorimétrico enzimático para determinação quantitativa de lipídeos em amostras de sangue total obtidas por punção digital, um método rápido e indolor.

A reação enzimática da amostra com a tira reagente produz coloração, e a intensidade da cor determina a concentração de colesterol total (CT), HDL colesterol e triglicerídeos (TG).

A reação é digitalizada e enviada para o laboratório de análises clínicas Hilab, onde um especialista e nossa inteligência artificial verificam o resultado e enviam o laudo assinado via e-mail e SMS, informando também o cálculo de LDL, VLDL e não-HDL colesterol.

Quem deve realizar o exame de Perfil Lipídico

Pessoas entre 9 e 19 anos devem fazer o exame uma única vez para rastreamento da hipercolesterolemia familiar. Acima de 20 anos é importante realizar o exame a cada 3 a 5 anos para avaliar o risco cardiovascular.

Pessoas que possuem algum fator de risco cardiovascular como diabetes, obesidade, hipotireoidismo, disfunções renais ou hepáticas, devem realizá-lo com mais frequência, conforme indicado pelo médico.

Quem não deve realizar esse exame?

Não há contra-indicação para realização desse exame

Informações Técnicas

Analitos detectados: Colesterol total, HDL colesterol e triglicerídeos
Analitos calculados: LDL colesterol, VLDL colesterol e não-HDL colesterol
Método: Enzimático colorimétrico
Tipo de Amostra: Sangue total
Tempo total até a liberação do laudo: 12 minutos.
Coeficiente de correlação: 0.89

Orientações para antes de fazer o exame

  • O exame pode ser realizado com ou sem jejum, conforme orientação médica. No entanto, a condição deve ser informada durante a realização do cadastro;
  • Se estiver em jejum, o recomendado é que não passe de 12 horas, pois pode gerar um falso resultado;
  • Recomendamos alimentação habitual antes da realização do exame, sem exageros ou alguma forma de dieta, para que a dosagem seja a mais próxima possível da realidade;
  • É recomendado não consumir bebida alcoólica pelo menos 24 horas antes da realização do exame. Se não for possível, informar durante o cadastro;
  • Para realizar o exame é necessário levar um documento oficial com foto.

Como interpretar o resultado do exame de Perfil Lipídico

Você receberá o laudo digital assinado do exame por e-mail e SMS, informando os valores do seu perfil lipídico em mg/dL que devem ser interpretados por um médico. Os valores de referência esperados são os seguintes.

Lipídios

Valores desejáveis para adultos > 20 anos (mg/dL)

Valores desejáveis para crianças 0 a 9 anos (mg/dL)

Valores desejáveis para adolescentes 10 a 19 anos (mg/dL)

Colesterol Total (CT)

<190

<170

<170

HDL Colesterol

>40

>45

>45

Triglicerídeos

<150 com jejum e <175 sem jejum

<75 com jejum e <85 sem jejum

<90 com jejum e <100 sem jejum

LDL Colesterol

<130 a <50*

<110

<110

Não-HDL Colesterol

<160 a <80*

não informado

não informado

* Valores definidos conforme a categoria de risco cardiovascular estimado pelo médico, do baixo ao muito alto, respectivamente.

Não há valor de referência estabelecido na diretriz para VLDL Colesterol.

Em todos os casos, os resultados devem ser interpretados por um médico, em conjunto com dados clínicos e exames complementares, caso necessário.

Contrate ou faça o exame de Perfil Lipídico

Se interessou em oferecer o exame de Perfil Lipídico ou quer encontrar o local mais próximo para fazer o exame? Vai de Hilab!

Perguntas frequentes sobre perfil lipídico e doenças cardiovasculares

O que o exame de Perfil Lipídico avalia?

O exame de Perfil Lipídico avalia a quantidade de determinadas gorduras em nosso organismo, que influenciam a nossa saúde como um todo.

A avaliação do colesterol total é recomendada para mensurar o risco cardiovascular em programas de rastreamento populacional, juntamente com outras análises como os níveis de HDL e LDL.

O HDL é o “colesterol bom”, atuando na remoção do LDL colesterol. Sua presença impede a aterosclerose*, por isso baixos níveis de HDL são considerados um fator de risco para o desenvolvimento dessa doença.

O LDL é o “colesterol ruim”, que apesar de ser importante para o bom funcionamento do corpo, quando em excesso pode restringir a passagem de sangue nos vasos sanguíneos e provocando aterosclerose*.

Os triglicerídeos (TG) representam a maior parte das gorduras corporais e são nossa reserva energética. Níveis elevados estão geralmente associados a baixos níveis de HDL e a altos níveis de partículas LDL.

O não-HDL colesterol é calculado para estimar a quantidade de lipoproteínas que causam aterosclerose*.

O VLDL colesterol é constituído principalmente por triglicerídeos. Sua principal função é transportar o colesterol e triglicerídeos para os outros tecidos a partir do fígado.

*A aterosclerose é uma inflamação causada pelo depósito de gorduras nas artérias, que acaba impedindo o fluxo sanguíneo. É uma doença de progressão lenta que se inicia desde a infância e que pode levar ao infarto do miocárdio e ao acidente vascular cerebral (AVC).

Quais são os sintomas da dislipidemia?

A alteração do perfil lipídico no sangue costuma não ter sintomas. Em casos excepcionais podem aparecer os xantomas, que são sinais decorrentes do acúmulo do colesterol na pele. Quando o nível de colesterol é muito alto, pode haver um aumento do fígado e do baço, conhecido como hepatoesplenomegalia.

O que são doenças cardiovasculares?

As doenças cardiovasculares afetam o coração e vasos sanguíneos e podem ser classificadas em:

  • Doença coronariana afeta os vasos sanguíneos que irrigam o coração;
  • Doença cerebrovascular atinge vasos sanguíneos que irrigam o cérebro;
  • Doença arterial periférica afeta vasos sanguíneos que irrigam os membros superiores e inferiores;
  • Doença cardíaca reumática gera danos no músculo do coração e válvulas cardíacas devido à febre reumática, causada por bactérias estreptocócicas;
  • Cardiopatia congênita relacionada com malformações na estrutura do coração existentes desde o nascimento;
  • Trombose venosa profunda e embolia pulmonar são coágulos sanguíneos nas veias das pernas, que podem se mover para o coração e pulmões;
  • Ataques cardíacos e acidentes vasculares cerebrais são eventos causados principalmente por um bloqueio que impede que o sangue flua para o coração ou para o cérebro ou hemorragia de vasos sanguíneos.

Quais são os fatores de risco para dislipidemia e doenças cardiovasculares?

  • História familiar de Doença Arterial Coronariana;
  • Homem com mais de 45 anos e mulher com mais 55 anos;
  • Tabagismo;
  • Hipertensão arterial;
  • Diabetes;
  • Obesidade (IMC > 30 kg/m²);
  • Gordura abdominal;
  • Sedentarismo;
  • Dieta pobre em frutas e vegetais;
  • Estresse.

O que posso fazer para aumentar o HDL e diminuir o LDL e o VLDL?

  • Praticar atividade física: leva à redução dos triglicerídeos e aumenta o HDL, o “colesterol bom”;
  • Abandonar o cigarro: o hábito de fumar está relacionado à queda das taxas de HDL colesterol e aumento do VLDL colesterol;
  • Evitar o consumo de álcool: o consumo excessivo de álcool é um fator de risco para acidente vascular cerebral, fibrilação atrial e insuficiência cardíaca;
  • Adotar uma dieta equilibrada: o consumo de grandes quantidades de gordura saturada, encontrada em alimentos de origem animal, está relacionado ao aumento das taxas de colesterol total e LDL;
  • Controlar o peso: a obesidade e o sobrepeso estão relacionados à alterações no perfil lipídico;
  • Fazer tratamento farmacológico com orientação médica: os medicamentos são geralmente prescritos quando o tratamento não medicamentoso, como adoção de hábitos saudáveis, não surte o efeito desejado ou quando não é possível aguardar seus efeitos.

ANVISA. Dislipidemia. Saúde e Economia. Disponível em: https://www.gov.br/anvisa/pt-br/assuntos/fiscalizacao-e-monitoramento/mercado/boletim-saude-e-economia/boletim-saude-e-economia-no-6/. Acesso em: 24 de maio de 2021.

ORGANIZAÇÃO PANAMERICANA DE SAÚDE. Doenças Cardiovasculares. Disponível em: https://www.paho.org/pt/topicos/doencas-cardiovasculares. Acesso em: 24 de maio de 2021.

SECRETARIA DE VIGILÂNCIA EM SAÚDE. Vigitel Brasil 2019 Vigilância De Fatores De Risco E Proteção Para Doenças Crônicas Por Inquérito Telefônico. Disponível em: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/vigitel_brasil_2019_vigilancia_fatores_risco.pdf. Acesso em: 24 de maio de 2021.

SOCIEDADE BRASILEIRA DE CARDIOLOGIA. Estatística Cardiovascular – Brasil 2020. Disponível em: https://www.estatisticabrasil.cardiol.br/articles. Acesso em: 24 de maio de 2021.

SOCIEDADE BRASILEIRA DE CARDIOLOGIA. Cardiômetro. Disponível em: http://www.cardiometro.com.br/. Acesso em: 24 de maio de 2021.