Home > Telemedicina diagnóstica: conheça a Hilab

Telemedicina diagnóstica: conheça a Hilab

Telemedicina diagnóstica foi um termo criado pela Health Tech Hilab para definir o uso da medicina inteligente para diagnosticar enfermidades por meio de exames remotos. Saiba mais sobre o assunto!
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp

Telemedicina diagnóstica foi um termo criado pela Health Tech Hilab para definir o uso da medicina inteligente para diagnosticar enfermidades por meio de exames remotos. A empresa nasceu com o objetivo de democratizar o acesso à saúde e desde 2017, quando lançou o serviço de exames laboratoriais Hilab, está contribuindo para que cada vez mais pessoas tenham acesso aos exames de análises clínicas, em qualquer lugar do Brasil. 

Mais do que ser uma empresa de tecnologia de ponta em saúde, a Hilab é o único laboratório de análises clínicas que oferece um serviço de exames remotos que uniu a Inteligência Artificial à atuação humana, entregando aos pacientes laudos assinados por profissionais da saúde.

Isso significa que, embora a análise seja feita por meio de um dispositivo moderno e revolucionário, todos os resultados são analisados por especialistas, que assinam os laudos e enviam os exames de forma rápida a médicos e pacientes.

Quer saber mais sobre a telemedicina diagnóstica e sobre tudo o que o Hilab já faz para contribuir com a saúde de todos? Continue a leitura e veja tudo!

Como nasceu a Hilab?

Foi durante um estágio em um laboratório de informática da faculdade que os amigos conheceram os fundamentos do mercado de saúde e a telemedicina e se apaixonaram pela área. Um ano depois, eles já haviam criado um sistema que permitia aos médicos monitorar os pacientes via telemedicina. Esse sistema passou a ser chamado de Rede OpenVida, e foi a primeira patente da Hi.

A empresa foi crescendo e o sonho dos dois amigos ganhando forma. A equipe pequena não impediu a Hi de criar, anos mais tarde, em 2009, o primeiro oxímetro de pulso humanizado do mundo:  o Milli, considerado, a nível mundial, um dos mais avançados. O Milli é hoje distribuído pela Medtronic, a maior fabricante de equipamentos médicos do mundo. Nessa época a Hi contava com 11 colaboradores. 

Em 2016, a Positivo Informática adquiriu ações da Hi, o que possibilitou o contínuo trabalho em novos projetos para humanizar e reinventar a tecnologia médica. Neste mesmo ano, a ONU (Organização Mundial das Nações Unidas), em conjunto com a DNV-GL, escolheu a Hilab (na época Hi Technologies) como case para o terceiro objetivo global do desenvolvimento sustentável: Saúde e Bem-Estar. A Hi foi a única empresa escolhida da América do Sul. 

Em 2017, com o objetivo de tornar a saúde acessível a toda população, nasceu o Hilab, um serviço de Testes Laboratoriais Remotos completo, que cabe na palma da mão e que hoje dá nome à empresa. 

O que é o dispositivo de Testes Laboratoriais Remotos Hilab?

Com o Hilab, qualquer pessoa pode fazer um exame de sangue com a amostra de apenas algumas gotas de sangue da ponta do dedo. Em até 30 minutos minutos, o paciente recebe o laudo assinado por profissionais da saúde, pronto para levar ao médico. Em 2018, essa inovação trouxe para a Hi mais um prêmio: o Inova Saúde na categoria Médico-Hospitalar. 

Mas o maior desafio de toda a nossa história do Hilab ainda estava por vir: a pandemia do novo coronavírus. Desde o início da pandemia, o time fez tudo o que estava ao alcance para levar os exames de COVID-19 ao maior número de pessoas no Brasil. Por meio de seus exames, a empresa contribuiu para que milhares de pessoas cumprissem com mais cuidado as medidas de isolamento domiciliar, evitando a transmissão da doença aos familiares e outras pessoas. 

Desde o início da pandemia até agora, a empresa aumentou em 50 vezes sua capacidade de produzir exames e laudos. A fábrica, o laboratório e a equipe, por sua vez, cresceram 300%.

O que é a telemedicina diagnóstica?

A telemedicina pode ser definida como um recurso tecnológico e de comunicação idealizado com o propósito de aperfeiçoar o atendimento médico e a saúde do paciente, afinal, ela possibilita que os profissionais da área troquem informações, pareceres e opiniões a distância. Por isso, telemedicina diagnóstica remete à tecnologia capaz de contribuir com o diagnóstico das mais diversas enfermidades. 

A modalidade é utilizada para transferir laudos, diagnósticos e exames de maneira digital, além de viabilizar o recebimento dessas análises em estabelecimentos do setor da saúde que não contam com especialistas em determinada área médica.

Com a ferramenta, os serviços clínicos podem ser levados a qualquer lugar do país, ampliando o acesso ao atendimento, ultrapassando as barreiras de hospitais, clínicas e consultórios e, ainda, possibilitando que os médicos tomem decisões e assumam condutas de maneira rápida e objetiva.

Em geral, esse gerenciamento de dados ocorre por meio de um computador com acesso à Internet, porém, também é possível ser realizado por meio de smartphones, tablets e demais dispositivos tecnológicos.

O que é o Hilab Molecular?

O Hilab Molecular é o menor e mais rápido equipamento de biologia molecular com análise remota e envio de laudo pela internet para telemedicina diagnóstica.

Ele tem pouco mais de 10 centímetros de altura e pesa cerca de 220 gramas. Sua leveza e versatilidade permite aos estabelecimentos de saúde fácil manuseio e uma rotina mais dinâmica, além de não ocupar muito espaço. Essas características o tornam ideal para métodos Point Of Care, em que a amostra do exame pode ser coletada fora do local de análise, muitas vezes no ambiente de cuidado ao paciente.

O Hilab Molecular cabe na palma da mão, mas sua atuação é abrangente. O equipamento realiza técnicas como PCR, RT-PCR, LAMP e RT-LAMP e é capaz de detectar o SARS-CoV-2 (Coronavírus) ainda nos primeiros dias de infecção, sendo indicado inclusive para contact tracing em exposições de alto risco a casos confirmados da COVID-19.

A amostra é de secreção da nasofaringe e a coleta é feita por swab – haste flexível com algodão na extremidade, usando o swab flocked de nylon, recomendado pelo Centro de Controle e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos (CDC) e mais confortável durante a coleta.

Mas não é só isso. O lançamento do Hilab Molecular inaugura um novo jeito de se fazer exames de biologia molecular. O método de análise remota para exames desta natureza nunca havia sido utilizado e representa para nós uma iniciativa ousada. Mas nosso serviço de exames que une a atuação humana a tecnologias como a Inteligência Artificial e Internet das Coisas (IoT) nos deu a experiência e segurança que precisávamos para inovar mais uma vez. 

Outro grande diferencial é que o resultado e o laudo digital assinado por um especialista ficam prontos em, no máximo, 60 minutos. O processo é simples. Acompanhe.

  1. O profissional de saúde faz a coleta da amostra e insere no Hilab Molecular.
  2. O dispositivo prepara e executa a reação.
  3. A amostra é enviada ao laboratório central por meio da internet.
  4. Um profissional de saúde Hilab recebe a análise e, com a ajuda da Inteligência Artificial, gera o resultado por meio de um processo chamado de dupla verificação. 
  5. Em seguida, este mesmo profissional emite e assina o laudo do exame; 
  6. O laudo assinado chega no e-mail do paciente em até 1 hora, pronto para ser levado ao médico. Também é possível acessar pela nossa plataforma online.

Essa metodologia inovadora vai possibilitar ao Hilab oferecer exames de biologia molecular com a mesma segurança que os exames tradicionais dessa modalidade – mas de um jeito ágil e descomplicado.

Quais os benefícios da telemedicina diagnóstica para o país?

No contexto atual de biologia molecular, os laboratórios levam de 3 a 5 dias para entregar o resultado desses exames. Considerando que o Brasil está enfrentando uma pandemia que tem como principal característica um vírus com alta transmissibilidade e que já levou mais de 420 mil vidas, esperar tanto tempo por um resultado não parece a melhor alternativa.

Também é preciso lembrar que algumas técnicas de biologia molecular usadas atualmente em laboratórios podem ser custosas e necessitar de profissionais especializados, sobrecarregando esses estabelecimentos. 

Esses fatores somados à escassez global de insumos causada pela COVID-19, deixam evidente a necessidade de alternativas mais ágeis no mercado laboratorial. 

Humanização é uma das premissas da Hilab

Quando alguém vai em busca de tratamento médico ou da coleta de um exame laboratorial, há muito em jogo. Além do problema de saúde, o paciente pode estar angustiado, fragilizado emocionalmente, apreensivo, preocupado e até desesperançoso. Por isso, nessas horas, ser tratado com dignidade é essencial. O Hilab sabe disso e tem na humanização uma de suas principais premissas, oferecendo exames laboratoriais Hilab de forma revolucionária e abordando, sempre, a medicina humanizada.

Quer saber mais sobre a telemedicina diagnóstica e como o Hilab contribui com a humanização da saúde? Clique aqui e confira nosso artigo exclusivo sobre o assunto!

 

GOSTOU DO ARTIGO? AVALIE

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 1

COMPARTILHE ESTE POST NAS REDES
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp

Fique por dentro de todas as novidades sobre saúde e mercado laboratorial. Assine nossa newsletter para receber conteúdo exclusivo!

RELACIONADOS
Fique por dentro de todas as novidades sobre saúde e mercado laboratorial.
Assine nossa newsletter para receber conteúdo exclusivo!